Pesquisa personalizada

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

DOCUMENTÁRIO INÉDITO DOS BEATLES



A BBC vai exibir no mês que vem um documentário com trechos inéditos de conversas entre integrantes dos Beatles nos estúdios de gravação do disco "Abbey Road", em Londres, que não haviam sido aproveitados.

O programa "Beatles Week", previsto para ir ao ar a partir de 5 de setembro, coincidirá com o lançamento no dia 9 do catálogo original dos Beatles remasterizado digitalmente e do videogame "The Beatles: Rock Band", o primeiro grande salto da banda no mundo da música digital.

"Esta é a chance para os telespectadores desfrutarem de raras imagens e situações fascinantes da carreira do maior grupo pop de todos os tempos", disse George Entwistle, da BBC.

O documentário começará com "The Beatles On Record", uma história da banda interpretando mais de 60 canções, raras imagens e fotos dos arquivos da banda e fragmentos de conversas nunca ouvidas antes.

Depois, será exibida a primeira transmissão na TV do tour dos Beatles pelos Estados Unidos, o filme dos Irmãos Maysles mostrando a chegada deles ao país, em 1964, quando a Beatlemania explodiu por lá.

Entre outros destaques está "Storyville: How The Beatles Rocked the Kremlin", documentário de Leslie Woodhead sobre como a banda afetou profundamente os jovens russos apesar de nunca ter podido tocar na União Soviética.

sábado, 15 de agosto de 2009

AGENDA DO QUE VEM POR AI NO BLOG....

Gente, agora definitivamente o blog irá voltar
e preparei coisa pra caramba pra vocês...
um especial sobre o michael jackson
mais de 6 mil musicas disponiveis para download [finalmente consegui upar minhas musicas pra dividir com voces]
analise de discos, shows, e tudo o que ha de bom na musica
e muito mais...
peço desculpa a todos pela minha ausencia
mas a partir de segunda feira vamos colocar isso pra funcionar e claro irei precisar da ajuda de todos vocÊs.

terça-feira, 2 de junho de 2009

O LADO RUIM DA FAMA




O programa de calouros Britain's Got Talent e a emissora que o veiculou, a britânica ITV, estão sendo alvo de críticas após a notícia da internação da cantora escocesa Susan Boyle em uma clínica particular de Londres, no domingo.
Boyle, de 48 anos, foi derrotada na final do programa, no sábado, depois de ter ganhado fama mundial ao se apresentar pela primeira vez em abril, e em seguida ter sido vista por dezenas de milhões de pessoas no site YouTube.
A ONG Mencap, principal entidade de apoio a pessoas com dificuldades de aprendizado - problema do qual Boyle sofre desde a infância -, divulgou um comunicado nesta terça-feira dizendo que a cantora deveria ter tido apoio psicológico profissional para lidar com a pressão gerada pela fama repentina.
Espectadores também reclamaram do Britain's Got Talent junto à Ofcom, a agência reguladora dos órgãos de comunicação da Grã-Bretanha, o que gerou especulações de que a ITV e a produtora do programa, a TalkbackThames, seriam investigadas sobre o caso.Mas um porta-voz da Ofcom disse à BBC Brasil que, tendo em vista histórias semelhantes ocorridas no passado, será "muito improvável" que haja uma investigação.
"Se uma pessoa quer participar de um show de talentos, é uma decisão dela, e nós não estamos aqui para dizer se ela deve ou não se inscrever", afirmou o porta-voz. "O que nos interessa é saber se houve ou não uma violação das leis que regulamentam a atividade televisiva."
A ITV disse à BBC Brasil também ter recebido "algumas poucas reclamações" de espectadores depois que a cantora foi internada, mas não quis comentar mais sobre o assunto.
Segundo o jornal britânico The Guardian desta terça-feira, a produtora TalkbackThames teria informado que vai rever seus procedimentos em relação a avaliar psicologicamente os candidatos que vierem a participar de novas edições do Britain's Got Talent.
Até agora, a produção do programa não realizava esta avaliação.
"Não se trata de um Big Brother, onde os participantes vão ficar fechados em uma casa durante três meses. No nosso programa, as pessoas se apresentam no máximo quatro vezes e só ficam uma semana em hotéis na fase final", explicou uma porta-voz da produtora ao jornal. "Mas por causa do nível de atenção dado pela mídia e da velocidade com que este caso (o de Susan Boyle) se tornou um fenômeno global, vamos rever nossas políticas."
A TalkbackThames e a empresa Syco, do jurado do programa Simon Cowell, estão pagando pelo tratamento médico de Boyle na clínica The Priory, em Londres.
Médicos que estão cuidando da escocesa alegam que ela foi internada com "estafa".
O irmão de Boyle, Gerry, disse ter conversado com ela e afirmou que ela parecia "mais feliz e mais descansada". Ele acredita que a cantora deverá deixar a clínica até o fim desta semana.
O irmão da cantora, Gerry Boyle, disse ao programa americano "The early show", em entrevista veiculada nesta terça-feira (2), que Susan está ansiosa com sua carreira como cantora.
"Você acredita que, depois da noite de sábado, a maior preocupação dela é para onde sua carreira vai agora? Se ela será aceita?", disse o irmão. "Ela não venceu a competição. Será que as pessoas ainda vão querer ouvi-la cantar?"
Ele disse que a saúde de Susan parece estar melhorando e que ela está ansiosa para voltar para sua casa na cidadezinha de Blackburn, na Escócia.
"Susan parece estar voltando a seu jeito de sempre", disse o irmão. "Ela está ótima. Está ansiosa para voltar para casa e está soando mais como ela mesma."
Apesar de ter perdido na final para o grupo de dança Diversity, Boyle deveria participar de uma turnê organizada pelo programa em cidades da Grã-Bretanha, durante o verão do hemisfério norte. Há também rumores de que ela gravaria um disco com sucessos dos musicais da Broadway e se apresentaria nos Estados Unidos.

sexta-feira, 22 de maio de 2009

ADEUS ZÉ RODRIX


Morreu, na noite da quinta-feira (21), em São Paulo o cantor e compositor Zé Rodrix. Ele é o autor da música "Casa no campo", grande sucesso gravado por Elis Regina. Outra composição de sucesso dele é a musica “Soy latino americano”.
Zé Rodrix estava em casa, com a família, quando passou mal. Ele foi levado às pressas ao Hospital das Clínicas, na capital paulista. O artista tinha 61 anos e, segundo a mulher, estava muito bem de saúde. O velório acontece em São Paulo a partir das 17h desta sexta-feira (22), na GLESP (Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo), na Rua São Joaquim 138. O enterro deve ser realizado no sábado (23), ainda sem local e horário definidos.
Zé Rodrix surgiu para o grande público nos festivais de música dos anos 60 – defendeu a música “Ponteio” ao lado de Edu Lobo e Marília Medaglia em 1967, no III Festival de Música Popular Brasileira. Mas foi na década de 70, época de maior produtividade na música brasileira, que Zé Rodrix deixou sua marca.
Junto com Sá e Guarabyra, criou o chamado “rock rural” – nessa época, compôs com Tavito o grande sucesso “Casa no campo”. Cantou com Elis Regina e com o grupo Joelho de Porco. É dele também a canção “Soy latino americano”, e outras baladas ao piano.
Publicitário, Rodrix passou a se dedicar na década de 80 à criação de jingles para comerciais, até que em 2001 se reuniu com os antigos companheiros Sá e Guarabyra, lançando um CD comemorando os 30 anos de carreira. O cantor deixa mulher, seis filhos e dois netos.
-
"Zé Rodrix foi um dos compositores mais talentosos da minha geração", disse Paulo Coelho nesta sexta (22) em depoimento ao G1.

"É uma pena que seu nome não tenha recebido a visibilidade que merecia", comentou o autor. "Tive o privilégio de trabalhar com Zé Rodrix em algumas músicas, o que muito me honrou. Espero que agora ele esteja aproveitando sua casa de campo, curtindo o seu rock rural."

A dupla compôs no final dos anos 70 diversas canções, entre elas "Hora extra", "Pela primeira vez", "Tomando chá" e "Vem o hômi, que fazem parte do repertório do álbum "Hora extra", de 1979.

No mesmo ano Zé Rodrix lançou um outro disco contendo músicas feitas em parceria com Paulo Coelho. O LP "Sempre livre" reúne as faixas "Salve a bronca", "Se é pra voltar desse jeito", "Mercado do amor", "Carga pesada", "Abaixo a cueca", "Hotel das estrelas", "Norma (Problemas)" e "Eu preciso tanto".

O corpo do cantor está sendo velado na tarde desta sexta-feira (22) em São Paulo.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

NATALIE COLE RECEBE UM RIM


A cantora de R'n'B Natalie Cole, que vem travando uma batalha contra a hepatite C, recebeu um rim novo em Los Angeles e está passando bem, anunciou sua porta-voz nesta quarta-feira (20)

Natalie Cole, que tem 59 anos e é filha do lendário cantor Nat "King" Cole, foi submetida a uma cirurgia no Centro Médico Cedars-Sinai, em Los Angeles, na terça-feira. O rim veio de um doador que morreu, disse a porta-voz em comunicado.

Natalie Cole vinha fazendo diálise três vezes por semana desde setembro, ao mesmo tempo em que fazia turnê mundial para promover seu novo álbum, "Still unforgettable".

De acordo com o comunicado, a cantora passará os próximos três a quatro meses se recuperando da cirurgia, o que a obrigará a adiar sua turnê do verão americano.

Natalie Cole revelou o diagnóstico de hepatite C em julho passado, dizendo que provavelmente contraiu a doença hepática devido ao uso de drogas mais de 30 anos atrás.

A hepatite C é uma doença infecciosa transmitida pelo sangue, que pode causar a inflamação do fígado e, em casos extremos, câncer do fígado. Geralmente é contraída através de transfusões de sangue contaminado ou pela injeção ou inalação de drogas.

Natalie Cole recebeu nove prêmios Grammy numa carreira musical de 30 anos que inclui álbuns como "Everlasting" e "Unforgettable ... With love", no qual, com a ajuda de tecnologia eletrônica, cantou um dueto com seu falecido pai.

terça-feira, 19 de maio de 2009

CAETANO VELOSO CAI EM SHOW

O cantor Caetano Veloso sofreu um pequeno acidente durante um show em Brasília, no último sábado. Enquanto cantava um dos seus sucessos, "FORÇA ESTRANHA", no Centro de Convenções Ulysses Guimaraes, quando se desequilibrou e caiu no fosso – pequeno espaço entre o palco e a plateia.

Segundo a assessoria de imprensa do cantor, Caetano sofreu ferimentos leves na testa e no joelho. Nos bastidores, ele passou arnica nas regiões atingidas.
A apresentação fazia parte da turnê do novo álbum do cantor, “Zii e Zie”, lançado em abril.
O acidente foi registrado em vídeo por alguns fãs, que colocaram a cena no YouTube. Um dos vídeos mais acessados foi visto por mais de 6 mil pessoas, e alguns até retirados do site.
Tadinho do Cae.

quarta-feira, 13 de maio de 2009

MARIAH CAREY IRA SE APRESENTAR NO BRASIL


A cantora Mariah Carey vai se apresentar no Rio de Janeiro em outubro durante o evento Fashion Rocks, que promete combinar música e moda, com desfiles de grandes estilistas internacionais. Versace, Marc Jacobs e a marca brasileira Lenny já estão confirmados para o evento, marcado para 23 e 24 de outubro, no Hotel Copacabana Palace e no Jockey Club do Rio, respectivamente.
O anúncio foi feito nesta quarta-feira (13) durante coletiva de imprensa do Fashion Rocks, no hotel carioca. Os organizadores do evento afirmam que Mariah Carey é apenas a primeira atração musical anunciada. Outros nomes devem ser anunciados nas próximas semanas.

"É difícil casar datas com bandas grandes como as que queremos, mas estamos tentando", disse o diretor da parte musical do evento, Christian Lamb, que já comandou turnês de Madonna, Coldplay e Lenny Kravitz.
O Fashion Rocks é um evento internacional que começou em Londres em 2003 e já teve edições em diversos países Europa e nos EUA, em que já se apresentaram artistas como Jamiroquai, Beyoncé, Elton John, Foo Fighters, David Bowie e outros.

segunda-feira, 11 de maio de 2009

TRIBUTO AO QUEEN - CRAZY LITTLE THING CALLED LOVE - DIANA ROSS & BRYAN MAY

E para o final do tributo ao Queen, atrasado né, pois era pra ter terminado ontem. O último a fazer a homenagem ao Queen é a dupla Diana Ross e o guitarrista da banda Queen, Bryan May.

CRAZY LITTLE THING CALLED LOVE - DIANA ROSS & BRYAN MAY

This thing called love I just can't handle it
This thing called love I must get round to it
I ain't ready
Crazy little thing called love
This thing (this thing) called love (called love)
It cries (like a baby)
In a cradle all night
It swings (woo woo)
It jives (woo woo)
It shakes all over like a jelly fish
I kinda like it
Crazy little thing called love
There goes my baby
She knows how to Rock'n'Roll
She drives my crazy
She gives me hot and cold fever
Then she leaves me in a cool cool sweat
I gotta be cool relax get hip!
Get on my track's
Take a back seat
Hitch hike
And take a long ride on my motor bike
Until I'm ready
Crazy little thing called love
I gotta be cool relax get hip!
Get on my track's
Take a back seat
Hitch hike
And take a long ride on my motor bike
Until I'm ready (ready Freddie)
Crazy little thing called love
This thing called love I just can't handle it
This thing called love I must get round to it
I ain't ready
Crazy little thing called love...

sábado, 9 de maio de 2009

TRIBUTO AO QUEEN - MR. ROBOTO - DENNIS DEYOUNG

Bem atrasado, esse download era pra ontem, mas desculpa porque tava sem tempo total, cuidar de 4 blogs não é nada fácil. Amanhã domingo já encerra o tributo ao Queen.

MR. ROBOTO - DENNIS DEYOUNG (DOWNLOAD)

Domo arigato, Mr. Roboto
Mata au hima de
Domo arigato, Mr. Roboto
Himitsu o shiri tai

You're wondering who I am (Secret secret, I've got a secret)
Machine or mannequin (Secret secret, I've got a secret)
With parts made in Japan (Secret secret, I've got a secret)
I am the modern man

I've got a secret I've been hiding under my skin
My heart is human, my blood is boiling, my brain IBM
So if you see me acting strangely, don't be surprised
I'm just a man who needed someone and somewhere to hide
To keep me alive, just keep me alive
Somewhere to hide to keep me alive

I'm not a robot without emotions, I'm not what you see
I've come to help you with your problems so we can be free
I'm not a hero, I'm not a savior, forget what you know
I'm just a man who's circumstances went beyond his control
Beyond my control, We all need control
I need control, We all need control

I am the moldren man (Secret secret, I've got a secret)
Who hides behind a mask (Secret secret, I've got a secret)
So no one else can see (Secret secret, I've got a secret)
My true identity

Domo arigato, Mr, Roboto
Domo, Domo
Domo arigato, Mr. Roboto
Domo, Domo
Domo Arigato, Mr. Roboto
Domo Arigato, Mr. Roboto
Domo Arigato, Mr. Roboto
Domo Arigato, Mr. Roboto
(Thank you very much oh Mr. Roboto
for doing the jobs that nobody wants to)
Domo Arigato, Mr. Roboto
(And thank you very much oh Mr. Roboto
for helping me escape just when I needed to)
Domo Arigato, Mr. Roboto
(Thank you thank you thank you)
Domo Arigato, Mr. Roboto
(I wanna thank you)
Domo Arigato, Mr. Roboto
(Please thank you)

The problem's plain to see
Too much technology
Machines to save our lives
Machines de-humanize

The time has come at last (Secret secret, I've got a secret)
To throw away this mask (Secret secret, I've got a secret)
Now everyone can see (Secret secret, I've got a secret)
My true identity

I'm Kilroy! Kilroy! Kilroy! Kilroy....

TRIBUTO AO QUEEN - BOHEMIAN RAPHOSODY - LONDON SYMPHONY ORCHESTRA

Bem como eu ando bem ocupado esses dias, digamos que o post acabou atrasando um pouco, mas tudo bem. Hoje a homenagem ao Queen é prestada pela orquestra de Londres, famosa por tocar grandes clássicos do rock e pop, e também por ter tocado a trilha sonora do filme Star Wars, resumindo, são feras homenageando feras.

BOHEMIAN RAPHSODY - LONDON SYMPHONY ORCHESTRA (DOWNLOAD)

Is this the real life?
Is this just fantasy?
Caught in a landslide
No escape from reality
Open your eyes
Look up to the skies and see
I'm just a poor boy,
I need no sympathy
Because i'm easy come, easy go
A little high, little low
Anyway the wind blows,
Doesn't really matter to me, to me

Mama, just killed a man
Put a gun against his head
Pulled my trigger, now he's dead
Mama, life had just begun
But now i've gone and thrown it all away
Mama, ooo
Didn't mean to make you cry
If i'm not back again this time tomorrow
Carry on, carry on,
As if nothing really matters

Too late, my time has come
Sends shivers down my spine
Body's aching all the time
Goodbye everybody - i've got to go
Gotta leave you all behind
And face the truth
Mama, ooo - i don't want to die
I sometimes wish i'd never been born at all

I see a little silhouetto of a man
Scaramouch, scaramouch will you do the fandango
Thunderbolt and lightning - very very frightening me
Gallileo, gallileo,
Gallileo, gallileo,
Gallileo figaro - magnifico

But i'm just a poor boy, nobody loves me
He's just a poor boy from a poor family
Spare him his life from this monstrosity
Easy come easy go - will you let me go
Bismillah! no - we will not let you go -
Let him go
Bismillah! we will not let you go - let him go
Bismillah! we will not let you go - let me go
Will not let you go - let me go (never)
Never let you go - let me go
Never let me go - ooo
No, no, no, no, no, no, no -
Oh mama mia, mama mia, mama mia let me go
Beelzebub has a devil put aside for me
For me
For me

So you think
You can stop me and split in my eye
So you think you can love me
And leave me to die
Oh baby - can't do this to me baby
Just gotta get out -
Just gotta get right outta here

Ooh yeah, ooh yeah
Nothing really matters
Anyone can see
Nothing really matters -
Nothing really matters to me

Anyway the wind blows...

quinta-feira, 7 de maio de 2009

TRIBUTO AO QUEEN - GIORGIA - WHO WANTS TO LIVE FOREVER

Hoje, quinta feira, quem faz o tributo ao Queen é cantora italiana Giogira, cantando a música Who Wants To Live Forever, no ano de 1992 no show Pavarotti & Friends, garanto pra vocês que é uma apresentação muito bonita, na qual Giogira mistura emoção, potência vocal e um estilo próprio.

GIORGIA - WHO WANTS TO LIVE FOREVER

There’s no time for us
There’s no place for us
What is this thing that builds our dreams
yet slips away from us

Who wants to live forever?
Who wants to live forever?
Ohhh...

There’s no chance for us
It’s all decided for us
This world has only one sweet moment
set aside for us

Who wants to live forever?
Who wants to live forever?
Ohhh...
Who dares to love forever?
Oh oh
When love must die?

Then touch my tears with your lips
Touch my world with your fingertips
And we can live forever
And we can love forever
Forever is our today
Who wants to live forever?
Who wants to live forever?
Forever is our today

quarta-feira, 6 de maio de 2009

TRIBUTO AO QUEEN - ROBBIE WILLIAMS - WE WILL ROCK YOU

Hoje, quarta-feira, Robbie Williams interpreta um dos grandes sucessos do grupo Queen, que é a música We Will Rock You. tema de muitas festas, comerciais. jogos e etc. Todos que curtem queen amam essa musica, então com vocês:

ROBBIE WILLIAMS - WE WILL ROCK YOU (DOWNLOAD)

Buddy you're a boy make a big noise
Playin' in the street gonna be a big man some day
You got mud on your face
You big disgrace
Kickin' your can all over the place

Sing it!

We will, we will rock you!
We will, we will rock you!

Buddy you're a young man, hard man
Shoutin in the street
Gonna take on the world some day
You got blood on your face
You big disgrace
Wavin' your banner all over the place

We will, we will rock you!
Sing it!
We will, we will rock you!

Buddy you're an old man poor man
Pleadin' with your eyes gonna make
You some peace some day
You got mud on your face
Big disgrace
Somebody better put you back into your place

We will, we will rock you!
Sing it!
We will, we will rock you!
Everybody!
We will, we will rock you!
We will, we will rock you!
All right

terça-feira, 5 de maio de 2009

TRIBUTO AO QUEEN - JOSS STONE - UNDER PRESSURE

Gente esse download chegou meio atrasado, mas ele é de terça feira, porque cada dia é um download diferente na seção de tributo, e eu acabei me esquecendo.
Hoje quem presta homenagem ao Queen é a cantora de soul, Joss Stone, com a canção Under Pressure. Espero que gostem. Ah se vocês quiserem dar dica de como melhorar a seção de tributo e de quem vocês gostariam de ver nessa seção, é so falar.

JOSS STONE - UNDER PRESSURE (DOWNLOAD)

Um boom ba bay
Um boom ba bay
Um boom ba ba bay

Pressure pushing down on me
Pressing down on you no man ask for
Under pressure - that burns a building down
Splits a family in two
Puts people on streets

Um ba ba bay
Um ba ba bay
Dee day duh
Ee day duh

It's the terror of knowing
What the world is about
Watching some good friends
Screaming 'Let me out'
Pray tomorrow gets me higher
Pressure on people, people on streets

Day day day
da da da dup bup

O.k.
Chippin' around
Kick my brains around the floor
These are the days it never rains but it pours

Ee do bay bup
Ee do bay ba bup
Ee do bup
Bay bup

People on streets
Dee da dee da day
People on streets
Dee da dee da dee da dee da

It's the terror of knowing
What this world is about
Watching some good friends
Screaming 'Let me out'
Pray tomorrow - gets me higher high high
Pressure on people - people on streets
Turned away from it all like a blind man
Sat on a fence but it don't work
Keep coming up with love
but it's so slashed and torn

Why - why - why ?
Love love love love love

Insanity laughs under pressure we're cracking
Can't we give ourselves one more chance
Why can't we give love that one more chance?
Why can't we give love...?
give love give love give love give love give love give love give love give love...
'Cause love's such an old fashioned word
And love dares you to care for
The people on the edge of the night
And loves dares you to change our way of
Caring about ourselves
This is our last dance
This is our last dance
This is ourselves
Under pressure
Under pressure
Pressure

segunda-feira, 4 de maio de 2009

TRIBUTO AO QUEEN - PHILL COLLINS - RADIO GA GA

A partir de hoje vou começar uma nova seção no blog, chamada TRIBUTO.
A cada semana teremeos downloads de interpretes interpretando grandes clássicos de algum homenageado. E pra começar com pé direito, eu escolhi homenagear a banda QUEEN.
O primeiro download que escolhi pra começar é da música RADIO GA GA, com interpretação ao vivo, no jardim da rainha da Inglaterra, do grande cantor Phill Collins.
Ao longo da semana ainda teremos.

LONDON SYMPHONY ORCHESTRA - BOHEMIAN RAPHSODY
WHO WANTS TO LIVE FOREVER - GIORGIA
MR. ROBOTO - DENNIS DEYOUNG
WE WILL ROCK YOU - ROBBIE WILLIAMS
UNDER PRESSURE - JOSS STONE
CRAZY LITTLE THING CALLED LOVE - DIANA ROSS & BRYAN MAY

Espero que vocês curtam a seleção que fiz pra essa semana. Ainda teremos muitos homenageados por aqui, como Tom Jobim, Frank Sinatra, Dorival Caymmi, Beatles e outros grandes compositores e interpretes famosos.
Então ai vai:
RADIO GA GA - PHILL COLLINS (DOWNLOAD)


I'd sit alone and watch your light
My only friend through teenage nights
And everything I had to know
I heard it on my radio

You gave them all those old time stars
Through wars of worlds invaded by Mars
You made them laugh, you made them cry
You made us feel like we could fly

So don't become some background noise
A backdrop for the girls and boys
Who just don't know or just don't care
And just complain when you're not there
You had your time, you had the power
You've yet to have your finest hour
Radio.

CHORUS:
All we hear is Radio ga ga
Radio goo goo
Radio ga ga
All we hear is Radio ga ga
Radio blah blah
Radio what's new?
Radio, someone still loves you!

We watch the shows, we watch the stars
On videos for hour and hours
We hardly need to use our ears
How music changes through the years

Let's hope you never leave old friend
Like all good things on you we depend
So stick around 'cause we might miss you
When we grow tired of all this visual
You had your time, you had the power
You've yet to have your finest hour
Radio.

CHORUS:
All we hear is Radio ga ga
Radio goo goo
Radio ga ga
All we hear is Radio ga ga
Radio goo goo
Radio ga ga
All we hear is Radio ga ga
Radio blah blah
Radio what's new?
Radio, someone still loves you!

MARIA RITA INICIA TURNÊ EUROPÉIA


A cantora Maria Rita fará uma pequena turnê pela Europa no mês de maio, apresentando seu novo show, “Samba meu”, com apresentações na Espanha, Portugal e Holanda.

A cantora começa a jornada com um show no dia 16 na Espanha, dentro do Festival TenSamba, em Tenerife. No dia 21, é a vez da Holanda, com um show no Melkweg, em Amsterdã. Na sequência, Maria Rita segue para Portugal, onde volta a apresentar seu show nos Coliseus do Porto (dia 22) e Lisboa (dia 24).

O show, baseado no disco homônimo de 2007, também virou DVD em 2008, gravado no Rio de Janeiro.



Maria Rita fechou a Virada Cultural em São Paulo neste domingo (3), fazendo o último show do palco principal do evento.

sexta-feira, 1 de maio de 2009

CHICO BUARQUE FAZ PARTICIPAÇÃO ESPECIAL EM FILME "BUDABESTE"


Chico Buarque topou pela primeira vez fazer uma participação especial em um filme baseado em sua obra. Ele aparecerá em “Budapeste”, longa dirigido por Walter Carvalho, com estreia prevista para 22 de maio,
O escritor faz o papel dele mesmo, pedindo um autógrafo ao protagonista da história (interpretado por Leonardo Medeiros). “A única dificuldade é que eu tenho que falar uma pequena frase em húngaro. Então, fiquei 24 horas repetindo-a”, afirmou Buarque.
O diretor contou que convidou o escritor dizendo que queria que ele “desse uma de Hitchcock”, que costumava fazer aparições em seus próprios filmes. Buarque prontamente respondeu: “Mas você não quer que eu cante, né?”. Carvalho negou, mas manteve o suspense: “Você descobrirá só mais tarde o que é”.
“Budapeste” conta a história de José Costa (Medeiros), um “ghost writer” que, na volta de uma viagem, é obrigado a fazer uma escala não prevista na cidade húngara, o que desencadeia uma série de eventos. Casado com Vanda (Giovanna Antonelli), uma famosa apresentadora de telejornais, Costa conhece Kriska (Gabriella Hámori) em Budapeste. Com ela aprende húngaro, que, segundo dizem, "é a única língua que o diabo respeita".

quarta-feira, 29 de abril de 2009

ZIZI POSSI


Maria Izildinha Possi (São Paulo, 28 de março de 1956), mais conhecida como Zizi Possi.
Paulistana do bairro do Brás, típico reduto de imigrantes italianos, estudou piano e canto na infância e mudou-se para Salvador aos dezessete anos, onde estudou composição e regência. Após dois anos de curso, abandonou a faculdade e fez teatro com o irmão, o diretor musical José Possi Neto, na mesma época em que participou da montagem do musical Marilyn Miranda. Em um projeto para a prefeitura soteropolitana, trabalhou como musicóloga para crianças — filhos de prostitutas no Pelourinho —, gravou jingles comerciais e participou de especiais da televisão local, além de trabalhar como tradutora, transferindo-se posteriormente para o Rio de Janeiro.
A convite do então diretor artístico Roberto Menescal, Zizi assinou contrato com a gravadora Philips, que posteriormente transformou-se em Polygram (atualmente Universal Music), que lançaria quase todos os discos. O primeiro LP gravado foi Flor do Mal (1978) e o primeiro grande sucesso foi a canção Pedaço de Mim, gravada para um disco de Chico Buarque, autor da canção, que também dá título ao segundo álbum, datado de 1979, no qual outras duas canções se destacariam: Nunca e Luz e mistério.
Paralelamente ao lançamento do disco e espetáculo Um Minuto Além (1981), ganhou o primeiro prêmio, de cantora-revelação pela Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), Dê um Rolê (1984) e Amor e Música (1987). Os discos nesta época tinham uma linha mais comercial, principalmente de canções para trilha sonora de telenovelas e atendendo a tendências mercadológicas.
Originalmente idealizado para a montagem do ballet teatro do Balé Teatro Guaíra (Curitiba, 1982), o espetáculo O Grande Circo Místico foi lançado em 1983. Zizi integrou o grupo seleto de intérpretes que viajaram o país apresentando o projeto, um dos maiores e mais completos espetáculos teatrais já apresentados, para uma platéia de mais de duzentas mil pessoas. Zizi interpretou a canção-tema O Grande Circo Místico, composta pela dupla Chico Buarque e Edu Lobo. O espetáculo conta a história de amor entre um aristocrata e uma acrobata e a saga da família austríaca proprietária do Grande Circo Knie, que vagava pelo mundo nas primeiras décadas do século.
Valendo-se ainda do filão engajado da pós-ditadura e feminismo, cantou, ainda que com uma participação individual diminuta, no coro da versão brasileira de We Are the World, o hit americano que juntou vozes e levantou fundos para a África ou USA for Africa. O projeto Nordeste Já (1985), abraçou a causa da seca nordestina, unindo 155 vozes num compacto, de criação coletiva, com as canções Chega de mágoa e Seca d´água. Elogiado pela competência das interpretações individuais, foi no entanto criticado pela incapacidade de harmonizar as vozes e o enquadramento de cada uma delas no coro.
Em 1989 lançou aquele que é considerado por muitos, inclusive pela própria Zizi, como um dos melhores discos: Estrebucha Baby — trabalho que marcou o afastamento do padrão comercial radiofônico da época, recebido com frieza e que foi um fracasso comercial. Neste disco também se definiu a saída da gravadora (cujo diretor artístico na época, hoje dono de padaria, a demite por não vender discos o suficiente), o fim do casamento e o retorno à cidade natal.
O espetáculo temático Sobre Todas as Coisas permaneceu em cartaz por dois anos e o repertório deste reunia canções consagradas entre outras do repertório do disco anterior. O grande sucesso deste acabou por originar o álbum homônimo, lançado em 1991 pela pequena gravadora Eldorado, em formato acústico, acompanhada por Marcos Suzano (percussão), o multiinstrumentista Lui Coimbra (violoncelo, alternando-se com violão e charango), Jether Garotti Júnior e as participações especiais de Alex Meireles e Pier Francesco Maestrini (piano). Esta idéia soou como inusitada, surpreendente e inovadora à época.
O CD, relançado em 2006 com uma tiragem limitada de mil cópias, foi um sucesso instantâneo - apesar de não veiculado pela imprensa, pois representou, esteticamente, uma mudança radical e vendeu mais que os discos que ela fizera até então. De quebra, concorrendo com Marisa Monte e Leny Andrade, por esse álbum Zizi ganhou dois prêmios: o extinto Prêmio Sharp (atual Prêmio Tim de Música) e pela APCA, de melhor cantora e melhor CD de MPB em 1991. Sobre Todas as Coisas foi reconhecido posteriormente como um divisor de águas na carreira. Devido ao afastamento da linha comercial e a transferência para essa gravadora independente onde conquistou maior liberdade na escolha do repertório, os trabalhos estavam desacreditados e com baixa expectativa de venda, mas a vendagem surpreendeu e o disco foi muito elogiado pela crítica especializada, onde explorou influências mais densas e teatrais, enquanto o subseqüente era mais leve e jazzístico.
O segundo trabalho nesse caminho foi Valsa Brasileira (1993), lançado desta vez pela independente Velas, fundada por Ivan Lins e o parceiro Vítor Martins. O repertório trouxe regravações de canções pouco conhecidas de compositores consagrados, com destaque para a faixa-título, de autoria da dupla Chico Buarque e Edu Lobo, tal como fizera com a faixa-título do trabalho anterior, também da dupla de compositores. A partir de então, ambas as canções seriam regravadas em voga por toda a MPB.
Com este álbum, que simulou uma incursão pelos arranjos eletrônicos, Zizi ganhou novamente o Prêmio Sharp de melhor disco de MPB, entrando no rol das grandes cantoras deste gênero. Valsa Brasileira também foi muito elogiado pela crítica especializada, devido ao repertório seletivo, cuidados técnicos e arranjos apurados. O espetáculo originado deste disco também obteve relevante sucesso, fugindo ao padrão mercadológico vigente.
A última obra da trilogia acústica é Mais Simples (1996), que marca o retorno à mesma gravadora multinacional da qual havia saído sete anos antes e o repertório apresentava canções consagradas e pouco conhecidas da MPB e do samba entre outras canções inéditas de compositores novatos e pouco conhecidos. O sucesso de vendagem voltaria quando do lançamento da primeira produção totalmente em uma língua estrangeira, Per Amore (1997), no qual interpretou clássicos da música italiana e garantiu à cantora um disco de ouro, um de platina e um duplo de platina. O maior sucesso do disco foi a faixa-título, originalmente gravada pelo tenor italiano Andrea Bocelli, que fez parte da trilha sonora da novela Por Amor, de Manoel Carlos, impulsionando o repertório, composto basicamente de canções napolitanas pouco comerciais. A idéia da gravação surgiu da comemoração das bodas de ouro dos pais, naquele mesmo ano — e também por ser neta de italianos.
Nessa época, Zizi presenciou a maior diversificação de presenças de gerações nos espetáculos. Recebeu ainda o Troféu Imprensa, na categoria Melhor Cantora do Ano. Prosseguiu com o segundo álbum em italiano, Passione (1998), considerado a continuação do anterior, que lhe garantiu novamente um disco de ouro e de platina. A retomada do repertório brasileiro se deu no álbum subseqüente: Puro Prazer (1999), no qual concretizou um antigo projeto de gravar voz e piano. Tendo como destaque a gravação de Disparada e concorrendo com a artista argentina Mercedes Sosa, uma das cantoras que maior influência exerceu na carreira, Zizi desta vez perdeu o prêmio Grammy Latino, em três categorias, para a colombiana Shakira. O repertório trouxe regravações dos antigos sucessos entre outras canções consagradas inéditas na voz, comemorando os dez anos de parceria entre a cantora e o pianista Jetther Garotti Júnior.
Em 2001, a fórmula dá sinais de cansaço. A pedido de Marcelo Castelo Branco, presidente da Universal Music, lançou Bossa, onde recriou canções nacionais e internacionais, de outros gêneros neste estilo. O disco foi um fracasso comercial e era um pretexto mercadológico da gravadora — cujo título, apesar de remeter à bossa nova, pouco ou nada tinha a ver com o movimento. Isso causou uma crise particular com a gravadora, muito alerdeada na imprensa, o que levou a cantora a desistir definitivamente de longos contratos com gravadoras. Em decorrência de problemas pessoais, Zizi entra em um processo de depressão, que dura aproximadamente três anos.
Em 2002, a Universal Music lançou a caixa tripla Três vezes Zizi, trazendo os discos em italiano e ainda Puro Prazer, devido ao total de um milhão de cópias que os três venderam em conjunto. Nesse mesmo ano, a gravadora relançou os discos gravados na primeira fase, através da série Tudo e foi premiada na Itália em 2003 no Prêmio Carosone Internazionale. O retorno à mídia se deu com o lançamento daquele que foi o trabalho mais recente da carreira: Para Inglês ver e Ouvir (2005) que contém clássicos da música internacional, norte-americana e inglesa. O projeto, surgido através do repertório preparado pela cantora para atender ao convite da respeitada casa paulistana de espetáculos noturnos Bourbon Street, foi gravado no Teatro Frei Caneca, também em São Paulo. Entre os méritos este conta ser o primeiro disco ao vivo lançado em 27 anos de carreira, o primeiro em inglês e o segundo DVD lançado, após Per Amore (originalmente lançado em VHS em 1998).
Ao longo da carreira Zizi se consagrou como cantora popular através dos sucessos como: Nunca, Luz e mistério, Meu amigo meu herói, Caminhos do sol, Engraçadinha, Eu velejava em você, O amor vem pra cada um, Dê um rolê, Luiza, Perigo, Esquece e vem, Noite, A paz e principalmente Asa morena. Esta última, do disco homônimo lançado em 1982, foi um sucesso radiofônico e comercial.
Ex-mulher do produtor musical Líber Gadelha (fundador da gravadora independente Indie Records em 1997) é mãe da cantora Luiza Possi, nascida em 26 de junho de 1984 na capital fluminense.

FESTIVAL DE CINEMA BRASILEIRO EM PARIS


Trinta filmes de todos os gêneros estão no programa do 11º Festival do Cinema Brasileiro de Paris, que, de 29 de abril a 12 de maio, convida os espectadores a uma viagem pela cinematografia do Brasil e celebra o os cinquenta anos da bossa nova.

Organizado pela associação Jangada, o Festival tem como objetivo promover o cinema brasileiro na França.

Esta edição é realizada em um famoso cinema, o Latina, recentemente revitalizado com o nome de Novo Latina, nome bem apropriado, já que há mais de duas décadas o local é dedicado à descoberta e à promoção das obras cinematográficas dos países latinos na capital francesa.

"Romance" de Guel Arraes abrirá o festival, cuja primeira semana será dedicada aos filmes de ficção, com oito longa-metragens em competição e quatro fora de concurso.

A segunda semana será dedicada aos documentários, com cerca de vinte obras programadas.


Bossa nova



Em ocasião do aniversário de cinquenta anos do nascimento da bossa nova, as duas mostras dedicam um amplo espaço a esse estilo musical emblemático do Brasil.

O Festival apresentará três documentários que narram sua história ou a de seus mais conhecidos nomes: "Coisa mais linda - Histórias e casos da bossa nova", de Paulo Thiago. "A casa do Tom, mundo, monde, mondo", de Ana Jobim, e "Vinícius", de Miguel Faria Jr.

A bossa também estará presente na competição de filmes de ficção em obras como "Os desafinados", de Walter Lima Jr, uma crônica do Brasil dos anos 60 e 70 através da história dos músicos de um grupo de bossa nova, ou "Chega de saudade", de Laís Bodanzky, que conta as histórias de um salão de baile de São Paulo que serve de ponto de encontro para homens e mulheres que dançam para fugir da solidão.

"Feliz Natal", de Selton Mello, "Meu nome não é Johnny", de Mauro Lima, "Se nada mais der certo", de José Eduardo Belmonte, "Um romance de geração", de David França Mendes, "Todo mundo tem problemas sexuais", de Domingos Oliveira, e "Verônica", de Maurício Farias, completam a seleção em competição.

"Palavra (en)cantada", de Helena Solberg, terá no dia 12 de maio a honra de encerrar o Festival, no qual a música será também a protagonista principal com a participação de grandes músicos e cantores brasileiros.

domingo, 26 de abril de 2009

CRY ME A RIVER - DOWNLOAD


Cry Me a River, gravação de Susan Boyle em 1999, em uma tiragem minima de 1000 exemplares de um cd...vale a pena ouvir sua bela voz

SUSAN BOYLE - CRY ME A RIVER
Ah essa versão não é a do Justin Timberlake...esqueci de avisar...é uma música muito bonita antiga, não do Justin...rsrs